Sound like this!


Juan Maclean – The Future Will Come by ThiagoAugusto
abril 10, 2009, 3:39 am
Filed under: Review | Tags: , , ,
A DFA Records é sinônimo de qualidade, gravadora de James Murphy, local de gente como LCD Soundsystem, Hercules & Love Affair, e também The Juan Maclean que lança o sucessor de “Less Than Human” (2005), e segundo álbum “The Future Will Come”, título irônico mas que faz juz a realidade, o futuro está chegando, e esse futuro é o retorno e junção da discomusic, da música orgânica, do electro, dos synths espaciais, mix esse cada vez mais forte e presente na atual cena musical, como já não é nenhuma novidade, construindo o futuro falando-se do passado. 

future_will_come-the_juan_maclean_480

“The Future Will Come” também vem pra fazer parte do hall de cds que fazem declarações ao retro, e de forma tão bem, que faz que a cada vez que ouvimos, agradecermos por esse ‘revival’.

O álbum conta com as participações de Nancy Whang que também dá o tom no LCD Soundsystem, dos ótimos Holy Ghosts e também de Jerry Fuchs do baterista dos Chk, Chk, Chk.

Há já conhecida “The Simple Life” é quem abre o álbum, já disponível na internet há alguma tempo, uma das minhas favoritas, com caracteristicas marcantes do projeto, som orgânico, bateria acompanhada pelas melodias e ótimos  vocais de Nancy, belas paradas estratégicas, fazendo você somente sentir vontade de fechar os olhos e dançar imaginando o globo de espelhos no teto de sua sala girando.

Agora chega o primeiro single “One Day”, com sua inegável influência de Human League, com o revezameto dos vocais entre Nancy e John.

“Tonight”  aqui uma das minhas preferidas também, com seus 10min, mágica, construida a cada toque, envolvente, levando cada vez mais fundo na viagem, bela faixa. “I can feel your heart, it´s a ‘boom boom boom’, I’ll take your home tonight, at the moon.”

“Accusations” calma, ainda sim dançante com um baixo grooveado, percursões, espacial, o tipo de música que caberia perfeitamente numa daquelas coletâneas de funky antigas ou até mesmo numa atual coletânea de nudisco.

E fechando de forma majestrosa o álbum, o hit do projeto “Happy House”, outra que também já circula pela net desde o ano passado, com 12min de puro groove, um piano que gruda na mente, sinos, percursões, bateria e baixo convidando pra dançar, e é praticamente impossível resistir, todos os ingredientes usados no álbum estão presentes nessa última faixa. Ingredientes esses que focam muitas vezes no passado, mas que funcionam e muito ainda nos dias de hoje, se a intenção era recriar, reviver um movimento, estilo musical, e ainda sim nos mostrar inovações, fazer dançar e divertir,  “The Future Will Come” acerta em cheio.

Tracklist:

01. The Simple Life
02. The Future Will Come
03. One Day
04. A New Bot
05. Tonight
06. No Time
07. Accusations
08. The Station
09. Human Disaster
10. Happy House

the-juan-maclean

Thiago



In Flagranti – Brash & Vulgar by ThiagoAugusto
março 25, 2009, 5:14 pm
Filed under: Review | Tags: , , , , , ,

inflaintro

Dessa vez venho postar essa dica do novo álbum do In Flagranti “Brash & Vulgar”.
Pra você que está atrás de um álbum animado, climão disco, dançante, retro, funkeado, electro, sexy, italo, rock, recomendo o segundo álbum desse duo Sasha Crnobrnja e Alex Gloor de Nova Iorke que vem produzindo música juntos há mais de 15 anos, o sucessor de “Wronger Than Everyone Else”(2006), vem reforçar o estilo descontraído-vintage-futurístico do projeto. 

E não se assuste com a capa(no final do post) porque a loira ali não retrata o que nos espera, pelo contrário, o álbum sim, tem todo charme e classe. Aliás, falando da capa, o CD foi lançado pela própria gravadora dos caras, Codek Records que é conhecida e aclamada também pela arte, design, criatividade e ousadia de suas capas.

O disco começa com o sample “give some motion” sendo repetido em “She Bend Each Leg Alternately” e com um grito alá Michael Jackson durante toda a faixa.

In Flagranti – She Bend Each Leg Alternately

Na faixa que leva o título do álbum, “Brash & Vulgar” destaco os breaks seguidos pelos samples “…and you know the sound of the ending of the records with when” “the people went mad when they heard that…” seguidas por uma batida de deixar louca a pista mesmo.

In Flagranti – Brash & Vulgar

Na safada “I Can Thrill & Delight” não faltam gemidos, letras sacanas e afins.

In Flagranti – I Can Thrill & Delight

“A Piece of False Morality” vem com baixo pesado, cheia de groove, os famosos “triangulinhos” marca registrada do projeto, faixa que seria perfeita pra um desfile de pin-ups.

In Flagranti – A Piece of False Morality

E  a partir da punkdiscorock “Pick a Trick”, chega a parte mais viajandona do álbum onde a italo/disco/space predominam. Ótimo por sinal.

infla21

“Brash & Vulgar” vem pra selar o incontestável talento dessa dupla, e que toda essa mistura de estilos, no papel pode soar estranho, mas eles fazem de maneira natural, e muito criativa, contando uma história no decorrer do álbum, fazendo que seus quase 50min passem voando e no fim nos dando a impressão de termos passado por um túneo do tempo hi-tech, onde voltamos ao passado e depois viajamos pro futuro.

Tracklist:

01. She Bend Each Leg Alternately
02. Brash & Vulgar
03. A Little Something “Extra”
04. I Can Thrill & Delight
05. A Piece of False Morality
06. Black & Grey Striped Trousers
07. Svelte Blonde
08. Pick a Trick
09. It Was Like Nothing Before or Since
10. I Hadn’t Screwed Around Before
11. Ohh, I’ll Have to Lose Weight Luv
12. How Did the Affair End?

capa

Thiago