Sound like this!


Gui Boratto – Take My Breath Away by ThiagoAugusto
abril 21, 2009, 6:41 pm
Filed under: Review | Tags: , , , , , ,
guiboratto-take-my-breath-away

Atualmente quando se fala em produção nacional, impossível não citar Gui Boratto, projeto de maior destaque no meio da música eletrônica tupiniquim, tanto é que faz parte da equipe de uma das maiores gravadoras de minimal/techno a Kompakt Records.
Gui Boratto é Dj e Produtor e inclusive faz muito sucesso também com seus remixes, pra projetos renomados como ‘Bomb The Bass’, ‘Goldfrapp’, ‘Pet Shop Boys’, e que também já participou da trilha sonora do filme ‘Cidade de Deus’  e agora lança seu segundo álbum “Take My Breath Away”. Esse segundo álbum diferentemente do primeiro “Chromophobia”(2007), que chegou logo de cara já conquistando todos e foi avaliado como melhor do ano, nesse novo trabalho o som vem de uma forma diferente, confesso que na primeira audição do álbum achei que estava faltando algo, que estava morno demais, e aí e que está a sacada, o álbum vai te conquistando aos poucos, e a cada vez que toca se torna um cd diferente, e quando você se dá conta, percebe o quão impressionante ele é. A produção inquestionável, a qualidade sonora impecável, são as marcas desse projeto, ‘Take My Breath Away’, é a continuação da história criada no primeiro álbum, ele vem menos agressivo, mais delineado nas suas linhas melodias, mais experimental, e está é a beleza deste álbum.

“Take My Breath Away” track de abertura e que leva o nome do disco, começa de forma calma, com melodias que vão ganhando espaço assim como as batidas secas e grooves. Música perfeita para abrir o dia numa manhã de sol. Confira o vídeo presente no projeto audiovisual do Gui:

“Atomic Soda” um dos destaques do álbum, séria, com synths sujos, hora até fantasmagóricos.

“Opus 17” outra também com melodias ensolaradas de deixar boquiaberto e com um sorriso no rosto.

“No Turning Back” aqui temos a digamos “Beautiful Life” do álbum, com guitarras de Gui e vocais de sua esposa, Luciana Villanova. Hit antes mesmo do álbum ser lançado, e por mais que alguns possam criticar esse lado mais ‘pop’, é inegável reconhecer a beleza e qualidade dessas músicas, conseguem sim mexer com sentimentos, fazer dançar, ou simplesmente apreciar. “All i know there’s no time, there’s no life, there’s no turning back, no turning back.” 

“Les Enfants” faz parte das tracks ambient/downtempo e experimentais que citei no início, que é mais explorado nesse álbum e de forma excelente, ótimo trabalho de guitarras e bateria, com influências 80’s, assim como nas belas “Colors” e  “Besides”.

 “Ballroom” o som volta com o lado que estamos mais acostumados, bassline forte, pegada minimaltechno, som voltado pra pista. “Eggplant” fecha as tracks dançantes do álbum, cheia de groove, bota pra dançar e com sorriso na cara de estar ouvindo um som nacional, e de tanta qualidade que se equipara à projetos sólidos que vem do berço do techno.

O álbum é encerrado com “Godet” essa diferente até mesmo das que fazem parte das ambientais, clima melancólico, e Mr Boratto nos pianos mostrando que é um grande músico, ótima música de encerramento.

Pode ser que não haja realmente uma ‘grande’ inovação em “Take My Breath Away”, porém Gui explora diferentes formas de seu som, arriscando, fazendo sons introspectivos, ambientais, ainda que não fazendo nosso corpo dançar, nossa mente e espírito com certeza são agraciados, e consegue mesclar esses momentos com faixas que com certeza o manterá entre os cases dos maiores Djs do cenário eletrônico, balançando e emocionando pistas de dança ao redor do mundo todo, impossível ter um blog de música e fala desse lançamento, Gui Boratto é um orgulho nacional!

Tracklist:

  1. Take My Breath Away
  2. Atomic Soda
  3. Colors
  4. Opus 17
  5. No Turning Back
  6. Azurra
  7. Les Enfants
  8. Besides
  9. Ballroom
  10. Eggplant
  11. Godet

1638994249_8c0f529b74

Thiago

Anúncios